05.10.2018 / Histórias Inspiradoras

Nos últimos 23 anos, tenho trabalhado no combate à corrupção diariamente. Ganhei prêmios ao redor do mundo por isso. Reportagens que fiz evitaram roubo ao nosso dinheiro em valores contados em mais de 9 zeros. Comecei de baixo, denunciando corrupção prefeituras da Baixada Fluminense até c...[continuar lendo]

13.02.2017 / Crônicas

Uma criança correndo na praia, brincando sem nada pensar... Correndo em busca do que nos é mais caro: o momento. Tem uma amiga com quem aposta corrida até o metro seguinte e a beira do mar. Correm para a espuma e voltam, fugindo das ondas grandonas... rodam ao redor do bambu fincado na areia com uma bandeira vermelha indicando perigo, mas aquele sinal só serve de apoio para que eles girem e gi...[continuar lendo]

13.11.2016 / Crônicas

‘Quero ser grande’ extrai o melhor de nós. É o tipo de filme que faz toda a diferença ver com 13, 23, ou 43 anos. Mais velhos, ficamos seguros e conscientes do quanto a vida adulta, com cinismo inerente, envolve a todos com uma camada de instinto de sobrevivência muitas vezes desnecessário. Em 2018, a história, que virou clássico e fez o mundo se curvar à doçura de Tom Hanks, fará 30...[continuar lendo]

25.10.2016 / Crônicas

Em três dias tudo mudou. Eu poderia ter morrido, mas não. Tudo teria realmente mudado muito, um vazio teria ficado. Entrando no meu quarto, veriam quantas coisas não precisamos ter. Mas algumas, essas sim, nos são caras e intangíveis. A mão que acaricia, o olhar que vê o filho crescendo ao amanhecer, o café com leite que amansa a alma, que a sua pele tem textura e temperatura – apesar do...[continuar lendo]

14.06.2016 / Coisas bacanas

Amar mais para ver menos tragédias. É tão simples. Quanto mais amor damos ao próximo e a nós mesmos, quanto menos ódio, maior aceitação, mais fluidez na vida. Quanto menos interferência nas decisões e escolhas individuais, mais paz no mundo. Tendemos a desvalorizar as coisas boas e pu...[continuar lendo]

25.05.2016 / Crônicas

Jardins, arquitetura, fontes, construções de tijolos vermelhos e a luz do sol. Essa mistura, entre ciprestes e oliveiras, é o cenário perfeito dos meus sonhos, cultuado em filmes e mais filmes e numa viagem a Roma. Foi tão grande a vivência que um amigo sempre me pergunta: "Quantas vezes você foi a Roma mesmo?". Ele já havia morado na Itália e sabia que eu havia ficado apenas oito dias. M...[continuar lendo]

24.05.2016 / Coisas bacanas

Me chamo Julia Pastore e sou palhaço desde 2009, quando eu e a Manu Berardo, minha parceira de intervenção poética, resolvemos experimentar a linguagem da palhaçaria em nossas performances. Assim que o “paiaço” Castilho nasceu, ele, além de falar poesia, também saía sozinho por aí, ...[continuar lendo]

19.05.2016 / Coisas bacanas

Tarde quente de um domingo de sol, após uma madrugada inteira de gravações em externa, sigo para a Rua Medeiros Pássaro, no Morro da Formiga, Tijuca, Rio de Janeiro. Lá, trabalharei como diretor de arte e diretor artístico da escola de samba Império da Tijuca em uma simpática e familiar c...[continuar lendo]

19.05.2016 / Listas

Às vezes, só mudar a direção basta…

Arte da designer Juliana Braga para Eu Vejo Beleza

...[continuar lendo]

22.04.2016 / Coisas bacanas

Hoje é Dia da Terra e também o dia em que os países irão assinar o acordo da ONU de juntos agirem para evitar o aquecimento global previsto em 2ºC. Mas o fato de termos que ter um Dia da Terra diz muito sobre a forma que o homem enxerga sua relação com ela: imperialista, de pegar o que ...[continuar lendo]