18.06.2015 / Crônicas

Às vezes, admiro a camaradagem masculina e não entendo por que as mulheres não perceberam há tempos que é muito melhor saber conviver com as diferenças e admirar outras mulheres também. Como naquele velho anúncio em que dois rapazes se encontram e falam mal um do outro frente a frente e, quando se despedem, pensam: “Adoro esse cara!”. Já as mulheres, quando se encontram, trocam mil el...[continuar lendo]

18.06.2015 / Crônicas

Sem maldade e com expectativa. Assim aquele olhar lhe sorriu, mudando a forma de encarar o começo da caminhada, fazendo com que se percebesse tão equivocadamente neutra diante da vida. No caminho batido de terra clara, a visão a seguir foram flores amarelas, emolduradas por árvores em muitos tons de verde, com folhas de várias texturas e aromas. O dia não estava nem claro nem escuro, e o ...[continuar lendo]

18.06.2015 / Crônicas

Conta comigo. Quantas vezes você ouviu essas duas palavras juntas e elas te confortaram tanto a ponto de fazê-lo acreditar no fim dos problemas? “Olha, querida”, disse, olhando nos olhos da vizinha: “Conta comigo”. No dia em que estava com o filho pequeno no carro, num domingo à noite, e a gasolina tinha chegado ao fim, conseguiu parar um outro carro fazendo sinal de carona no escuro...[continuar lendo]

18.06.2015 / Crônicas

O que te faz bem? A sensação de paz não pode ser produzida, nem inventada, muito menos encenada. Na vida, a gente sabe o que realmente nos dá paz de espírito. Sem paz de espírito talvez não se tenha nem saúde. Sem saúde não se vive. Às vezes, as pessoas buscam a paz incessantemente, fazendo dessa busca uma guerra. Eu já fiz isso, você, ele, nós todos. Em geral, não dá muito cert...[continuar lendo]

18.06.2015 / Crônicas

Não sei se é porque tive uma mãe linda, quando jovem muito parecida com a atriz Audrey Hepburn, discreta, que só abria a boca para falar a frase perfeita, e que sofreu nos últimos anos de vida com uma doença degenerativa,que eu tenho a noção de que tudo pode acontecer com qualquer um a qualquer momento. Sempre penso no dia de amanhã, em não fazer com os outros o que não gosto que façam...[continuar lendo]

18.06.2015 / Crônicas

É comum a queixa: “Mato todas as plantas, nenhuma planta vive aqui em casa”. E a resposta vem como pergunta: “Mas você cuida?” Nos melhores casos, ouve-se de volta: “Rego todos os dias!” Depois de um tempo cultivando flores e temperos, concluo que a solução é bem mais complexa, mas não difícil, nem impossível. Basta você saber que as plantas são seres vivos e, como tal, são ...[continuar lendo]

17.06.2015 / Coluna falada

O primeiro episódio da primeira temporada da Coluna Falada está no ar. Veja aqui e no meu canal no YouTube. "O bebê não sabe nada da vida, só que seu colo acalma..."...[continuar lendo]

06.06.2015 / Belezinhas

Em breve, teremos produtos lindos em nossa loja online. Entre as fofuras, cadernos artesanais com frases das colunas de Karla Rondon Prado e capa com desenho exclusivo da ilustradora Amanda Mol.

...[continuar lendo]

20.04.2015 / Galeria de Fotos